sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Tchuca!

Eu não estava nada a fim de assitir aula.
Fui pra sala da Milla , fiquei inspirada e escrevi versinhos simples sobre minha amiga trabalhadora.

Vinte e muitas horas– 22/10/2008

O Sol vai queimando a sua janela
Ela dorme o sono do desabafo
A Lua prateia as sombras dos seus olhos
Enquanto espera por mais uma noite de cansaço

Enquanto amanhece ela volta
Pedindo pra aurora alguma escolta
Quem lhe dá aconchego é o estofado do banco
Ela passa por vários cochilos brancos

Abrindo a porta, quebrando o silêncio
Fechando a porta, procurando um alento
A janela começou a sentir o vento
E de sono seu olhar pesa, lento

Mais um dia de verão vai passar
Mais uma noite ao inverso vai chegar
Deitada na cama ela tentar sonhar
Recebe o merecido descanso de quem foi trabalhar.

3 comentários:

Milla disse...

Aaaaaaaaaaaahhhhh q orgulho da minha pessoa!!! hauhauh.. brigada tchucaaa!! Sem palavras.. mesmo!!! lindo, linda! amo-te!!!

Bjooo!!

Pucci disse...

que fofinho :)

Pandumiel disse...

Naty Naty...
Sabia que ler os poemas de vocês tem me inspirado a escrever? ahuahau

Aguarde e confie! `^^´

LINDO, MUITO LINDO!! E eu sei que é verdade! ahuahauh

BEIJÃO!
TE AMUUUU!!!!